Oscar Araripe
Início Algumas Exposições Coleções Posters O Pintor Artigos Minha Vida de Pintor A Fundação Links Arte para Salas de Aula Contato
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Pinturas Recentes
Flores Cubanas
Jarros de Flores
O Brasil Nunca Mais o Brasil
Tiradentes, o Animoso Alferes
Caraíva dos Reflexos
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Exposições
Currículo
Vida, Literatura e Afins
Literatura
O Pintor
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Pinturas Recentes
Flores Cubanas
Jarros de Flores
O Brasil Nunca Mais o Brasil
Tiradentes, o Animoso Alferes
Caraíva dos Reflexos
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Arte nas Escolas / Arte-educação é fundamental / Educa, ensina, sensibiliza e eleva os professores e os alunos.
Escola Caracol / Porto Alegre / RGS
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Pinturas Recentes
Flores Cubanas
Jarros de Flores
O Brasil Nunca Mais o Brasil
Tiradentes, o Animoso Alferes
Caraíva dos Reflexos
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Exposições
Currículo
Vida, Literatura e Afins
Literatura
O Pintor
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Pinturas Recentes
Flores Cubanas
Jarros de Flores
O Brasil Nunca Mais o Brasil
Tiradentes, o Animoso Alferes
Caraíva dos Reflexos
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas

Minha Vida de Pintor / XLI

No palheiro de um pintor de cores, até a política é colorida. Seriam várias as políticas -, atuais, tradicionais, todas infernais. Como a guerra, são nefasta ao desenvolvimento do homem e da natureza, já que nos imbuímos da missão da jardinagem, em seu sentido mais amplo, isto é, o de embelezar o jardim no pressuposto que quanto mais belo mais justo, verdadeiro e esperançoso. Imenso é o mundo sem Deus. Alí, as respostas viravam cores e se multiplicavam à velocidade da luz, ou melhor, do pensamento. O pensamento, politicamente falando, devia ser a luz, facil presa de natureza livre, para que os desejos recônditos pudessem aflorar intensamente, desde que não humilhassem os outros. Tudo no jardim, onde as flores sublinhavam os jardins. Estes, contudo, eram de flores machos e sementes masculinas. Luzes masculinas. Pobres mulheres pobres. Tudo que escrevi foi por elas: Maria, Marta e Eu. Castro Alves foi quem mais me emocionou. Uma das graças que mais admirava em Bárbara de Alencar era a de ter formado seu estado maior com suas escravas libertas. Escravas libertas nos estados maiores da liberdade. Hoje, a África está toda discriminada, a América Latina (e conhecem lá os senhores expressão mais colonialista?). Mas, a moda era o Exército. Os beduínos em trajes de guerra santa (toda guerrra era santa) por suas terras. Bin Laden tinha razões para lutar, acho mesmo que deveria pelejar corpo-acorpo com Bush, mas, creio, ambos estão errados e traduzem culturas nefastas. Ou muda a cultura ou estamos todos fritos, e inundados. Ou seja, findas as fronteiras findas as guerras. Todos sabemos mas ninguém nunca experimentou. Então, como acabar com as fronteiras? Imagino que através da pessoalidade, esta palavra que o ser humano alimenta. Ora, nada mais massacrado na formação do homem do que a sua pessoa. Ainda, nos inícios do 21, não estava nas ruas. Indíviduo que fosse, mas jamais uma pessoa. Chamaram as mulheres pro banquete mas numa Mac Donald. Todas as mulheres engravatadas do mundo.  Portanto, estou convencido que a melhor política é a que favorecesse o governo da pessoa, ou seja, o governo do poeta.  Nada que não seja democrático. Democracia, injeção letal do capitalismo.
Mas não confunda arte com política. Uma devia ser democrática, a outra nada tinha a ver com política. Ou melhor, a melhor política é a pintura. Mas a arte pode muito bem ser a política, desde que não esta, a da ditadura da plutocracia e da inversão de valores. O mundo da pessoa é o dos partidos pessoais, em coligações naturais e de grandes envergaduras, algo capaz de remover montanhas e dar saltos pirotécnicos, de luzes, cores e alturas. Em pintura as cores vivem quando iluminadas pela arte. A vida também. O que vale para a vida vale para a pintura. Imagino que para a ciência também. E não esqueçam que quando digo pintura digo vida e todas as artes, e as ditas ciências incluídas. Bem. Seria este então um mundo de artistas? Claro que não. Rara matéria, rara arte, rara ciência, raríssima política. Mas, a arte busca o raro, a garantia do novo e do original, para que uma flor pintada cheirasse. Ou exalasse. Eís aí o valor da arte, a vida melhor de ser vivida.
Gato sonhando com peixes / 1996
Conheci alguns políticos nos anos 60-70. O primeiro foi o Elói Dutra, amigo de papai. Eu era ainda menino e pensava em ser cobrador de bonde (que tinha sempre uma fileira de moedas na mão, andava no estribo e fazia um barulho indiscutível com as mesmas, cobrando antes o que devia cobrar depois. Muitas vezes eu "filei” o bonde; isto é, não paguei -, e como foram muitas vezes me tornei um exímio saltador de bonde andando, especialmente de costas), bem, quando Elói Dutra, um senhor de uns 43 anos leu minha mão disse que eu ia ser pintor. Para quem não sabe (e muito poucos sabem) Elói Dutra, nascido em Barbacena, foi deputado no Rio e notabilizou-se por sua ferrenha oposição a Carlos Lacerda, filiando-se, portanto, com o PTB de Vargas, Jango e Brizola. Depois, sumiu, sua presença foi substituída em minha vida pela de Saldanha Coelho, também deputado opositor a Lacerda e com uma boa contribuição intelectual, a Revista Branca. Elói também tinha uma formação intelectual, mas era mais místico. Saldanha era mais precavido. Ambos foram cassados. Tenho boas lembranças deles, mas, eram ambos políticos, daquela política nefasta, e eu não podia amá-los completamente. Amei a Coelhinho e a Gitaninha, ambas ex-namoradas de ambos, e tais amores - elas eram muito lindas -, me fizeram amaldiçoar o dinheiro, que eu não tinha no bolso e todos os dinheiros (exceto a pintura, uma arte feita com o pincel, preferivelmente), já que sem ele não pude alugar um quarto onde pudesse praticá-las, como o devia um gitano como eu. Palhação, sem um puto, eu começava a declinar rapidamente, já que tudo conspirava no mundo dos piratas acovardados, exatamente no momento em que minha mão e meus pensamentos começavam a voar pelos infinitos da alegria e da realização, pois à medida que ia me liberando das amarras nefastas ia burilando e lapidando o brilho do espírito, a minha pessoa. Dir-se-ia uma insurgência. Invencível como a iraquiana. 100 mil mortos. 600 mil mortos. Cada vez que os cruzados partiam matavam 100 mil, 600 mil, 1 milhão, entre eles e seus inimigos. O dinheiro, eis o puto. E o puto fizera a plutocracia. Pois bem, já na Faculdade Nacional de Direito conheci alguns dos futuros políticos do Brasil (ainda que muitos, talvez os melhores,  tenham tido sua vocação abortada), já que ali, até então, era a escola dos políticos, e não só a tradicional política, pois havia os grupos, como a AP e o PC, a Polop e o MC, pelo lado da esquerda e não sei quantas direitas agrupadas na banda da Ala. Entre os políticos que vingaram, o Wladimir Palmeira foi o mais extraordinário, ele e o Arthur Virgílio Neto, ambos, em minha opinião, teriam, contudo, sido melhores fora da política das inutilidades. Wladimir devia escrever, escrever, principalmente críticas (podia ser um novo Araripe Jr.) e Arthur Virgílio devia se amazonar e ler Promeu, o que amazoneu. Mas, deixemos pra lá. O que quero é chegar ao ponto em que a política pode deixar de ser política e se tornar arte. Lacerda, que só conheci uma vez (o sacana do conquistador enviou várias cestas de rosas para minha mulher, só pela coincidência de estarmos todos juntos hospedados no mesmo hotel, em Belo Horizonte. E eu ainda tive que ser educado. Coisas da política). Pois bem. Lacerda tinha lá suas veleidades. Escrevera peças de teatro, mas eram todas muito ruins. Era um esplêndido orador de idéias erradas, mas respeitado e brilhante inimigo. É, eu tinha essa mania, talvez herdada de Bárbara, de perdoar meus inimigos e tentar conquistá-los. ...Dizem ter sido a sua polícia a nos metralhar na noite estrigídica de 1 de abril de 1964. Uma bala me passou de raspão. Krispina, uma colega que fugia conosco em nosso "grupo dos cinco” testemunhou com seu rosto compungido, que jamais esquecerei, o olho do morto boiando nun lago do Campo de Santana. Mas, mesmo assim, atingi um tanque com um coquetel molotov, que havia visto e pegado pela primeira vez na vida. Ação. Ação direta. Hoje vejo que podia ter matado alguém. Algo em mim havia que me permitia matar. Pouco importava se fosse em legítima defesa, ou na defesa de idéias, ou o que fosse, o tal algo letal estava ali, embutido e agarrado nas entranhas da minha mente memense. A razão, com certeza.  Eu tinha que acabar com ela, se quisesse pintar -, mas não queria matar. Que morresse eu, preferia, naquela época, quando não imaginava que pudesse acontecer. Ia viver e poder pintar, pois só sonhava em ser pintor. Acordado, mais ou menos, sonhava. Sonhar. Sempre sonhei. Surpresa foi ver que meus sonhos se realizavam. Pincelada de Midas, rastros de pirlipitim. Logo, concluía inspirado, a política era para sonhar e os políticos deviam ficar à vista de todos, nos jardins, cuidando das borboletas e das cotias, dos fícus e baobás, das palmeiras imperiais, para si e para os poetas que ali viessem passear e namorar. Jamais deviam se candidatar, pois um poeta não se candidata, é eleito sem voto, em eleição mais que perfeita. Não fosse a maledeta imprensa, evidentemente.
Flores com borboletas azuis / 1996
Capítulos
 
Início Algumas Exposições Coleções Posters O Pintor Artigos Minha Vida de Pintor A Fundação Links Arte para Salas de Aula Contato
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Pinturas Recentes
Flores Cubanas
Jarros de Flores
O Brasil Nunca Mais o Brasil
Tiradentes, o Animoso Alferes
Caraíva dos Reflexos
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Exposições
Currículo
Vida, Literatura e Afins
Literatura
O Pintor
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Pinturas Recentes
Flores Cubanas
Jarros de Flores
O Brasil Nunca Mais o Brasil
Tiradentes, o Animoso Alferes
Caraíva dos Reflexos
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Arte nas Escolas / Arte-educação é fundamental / Educa, ensina, sensibiliza e eleva os professores e os alunos.
Escola Caracol / Porto Alegre / RGS
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Pinturas Recentes
Flores Cubanas
Jarros de Flores
O Brasil Nunca Mais o Brasil
Tiradentes, o Animoso Alferes
Caraíva dos Reflexos
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Exposições
Currículo
Vida, Literatura e Afins
Literatura
O Pintor
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas
Pinturas Recentes
Flores Cubanas
Jarros de Flores
O Brasil Nunca Mais o Brasil
Tiradentes, o Animoso Alferes
Caraíva dos Reflexos
A Dança do Tamanduá Bandeira
Califórnia / San Simeon
Porto Seguro
Cavalo de Tiradentes
Trancoso, Casinhas e Marinhas
O Tarot de Oscar Araripe
Ceará / Marinhas, Araripe, Bárbara e Iracema
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Bicos-de-pena
Repetróglifos Caribenhos
Tiradentes / Bicos-de-pena
Uma Primavera Americana
Tiradentes Revisitada
Flores Novíssimas