Oscar Araripe
Home Some Exhibitions Collections Posters The Painter Articles (Portuguese) My Life as a Painter The Foundation For Art Classroons Links Contact
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Recent Paintings
Cuban Flowers
Jar of Flowers
Brazil Never More Brazil
Tiradentes, the Animoso Lieutenent
Caraíva Bahia Reflected
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Exhibitions
Curriculum
Life, Literature and the Like
Literature (Portuguese)
The Painter
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Recent Paintings
Cuban Flowers
Jar of Flowers
Brazil Never More Brazil
Tiradentes, the Animoso Lieutenent
Caraíva Bahia Reflected
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Art School in Brazil and abroad
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Recent Paintings
Cuban Flowers
Jar of Flowers
Brazil Never More Brazil
Tiradentes, the Animoso Lieutenent
Caraíva Bahia Reflected
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Exhibitions
Curriculum
Life, Literature and the Like
Literature (Portuguese)
The Painter
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Recent Paintings
Cuban Flowers
Jar of Flowers
Brazil Never More Brazil
Tiradentes, the Animoso Lieutenent
Caraíva Bahia Reflected
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers

Oscar Araripe / Maria na Terra de Meus Olhos / por Antônio Houaiss

Oscar Araripe / Prefácio de Antônio Houaiss sobre Maria na Terra de meus Olhos / Editora Rocco, 1975, Rio de Janeiro.

 

Maria na Terra de Meus Olhos irá ecoar e ressoar na sensibilidade e emoção de um sem-número de leitores. Haverá também alguns que dobrarão o nariz e não gostarão – até sem lê-lo.

Sem rótulo formal explícito, provocará desde logo o desafio de como integrá-lo na linguagem e gerações dos espécimes de formas fixas tradicionais: será fácil demais reduzi-lo a poema em prosa, a prosa poética, a prosa-poema, a poemiprosa, pois quem disso tudo e um pouco mais. Não escapará a alguém até a fórmula drummondiana da versiprosa – numa equiparação que sob a mesma palavra juntará tipos de criação fortemente separados pela mentação geradora.

Nessa indagação não poucos irão ver nisso a confluência de linguagens sacralizadas, a dos livros dos mortos egípcios, com seus refrões repetitivos, a bíblica com seus versículos, a asvética com seu ritmo periódico, a “terceira-via” árabe da prosa rítmica, a oratório-dramática ou a dramática-lírica de certos modernos, desde Lautréamont, passando por Cruz e Souza e chegando a Augusto Frederico Schmidt, Claudel e St. John Perse.

Se de tudo fica um pouco, de tudo há aqui um pouco.

Mas o que há aqui é também algo substancialmente diferente e novo.

Há, de início, matéria de literatura e matéria de matéria de literatura – tomada literatura como denotativo de tanto, que quase chega a ser um conotativo sem núcleo semântico básico ou sem referencialidade.

(Pois literatura pode limitar-se a querer ser a arte, isto é, o saber fazer aquilo que, sendo feito com palavras, não é ciência, não é filosofia, não é técnica, nem são as outras artes não-verbais; mas literatura pode ser tudo o que é verbal que, não obedecendo a um duplo cânon – o do rigor dialético demonstrativo calcado nos antecedentes e precedentes de sua própria canônica e o do rigor expressional convencionado tácita ou explicitamente em regras expositivas consensuais -, busca suas próprias regras de estruturação e transformação, simulando às vezes a própria desestruturação e destransformação imobilista; a literatura pode ser também o caso concreto ocorrido em sua unicidade uma só vez e perdido ou esvaído para sempre, salvo se for verbalizado na concretude de uma vivência verbal concretizante sob todos ou quase todos os aspectos relevantes – um documento (literário), digo bem, um documento literário, isto é, aquilo que nos ensina à razão e aos sentidos e à emoção e à afetividade sobre algo que houve e assim não se perdeu; do mesmo modo que pode ser a própria essência de um documento (literário) do inexistente cuja busca seja por si um documento outro (literário), aquilo que nos ensina, à razão e aos sentidos e à emoção, sobre algo que não houve em si mas que pudera ter sido e por isso é premonitório de que possa haver, senão no mundo, pelo menos no mundo interior de cada um –reganhando em atualidade; atual, aquela; potencial esta.)

Há, por certo, os que aqui verão um exercício literário sobre a literatura; mas outros aqui verão literatura sobre a vida, vida embora vivida pejada de literatura, que é uma das feições interiores dos homens modernos vivendo sob o signo dessa urgência necessária também, dentre as muitas urgências vitais, que é a literatura – breviário de vidas havidas ou possíveis, aqui e agora, antes e lá, depois e acolá – transtemporal e translocalmente, como forma eficaz de cada um conviver com o pecado de viver como lobo entre lobos, lobo entre cordeiros ou cordeiro entre lobos, que é o que tem sido e se busca que não seja.

Por enquanto cerco de fora Maria na Terra de Meus Olhos. E, na medida em que o faço, vai-se – nos “meus olhos” – configurando uma lógica de ferro: a que se ergue desde “Tal qual crisálida impetigada” no ventre e já fora do ventre, até “Três, entre passos e espaços comendo ventos”, numa perfeita evolução parabólica cujos ápices são assintoticamente atingidos em vários clímaces, o da guerra entre os homens e nos homens e mulheres e num homem-mulher (que um não é sem o outro), até a morte (sempre presente) e além dela, a saudade, o pouco que pode acaso ficar de algo, o pouco que fica de tudo.

Há, aqui, pois, um canto – ou pranto – ou uma expiação – ou catarse – de um pecado imenso, mesmo que magnificado pelo imaginário culposo e nem por isso menos verdadeiro, mesclado de concretudes idas e vividas mas aguilhoadas nas fibras do cantor, que não sei se se sentirá – como o herói de um Bildungroman – liberto já agora da obsessão suicida, essa de repor aquele então em que a saudade era ainda em germe no gozo e, digamos, na quase-felicidade, o impossível retorno da senescência à juvência.

Há uma narrativa, pois, aqui, ainda que atípica ou transfigurada: épica, no sentido de sua objetividade ocorrencial física ou psíquica; dramática, no sentido de sua objetividade antagonística; mas memorial – e associacionista, de modo que as coordenadas do tempo e espaço afloram ao capricho da memória, essas presenças estruturadas emotiva e afetivamente no cantor em forma de “seus” valores vitais, sociais, sentimentais, seus e de mais ninguém – só agora, que não só seus, nossos também.

Aedo, cantor, contador, poeta, narrador, possesso possuído de outro possesso, vital e “literário”: com ser literário, tem ciência e consciência de que o inédito e inexemplar, se dito édita e exemplarmente, é como se não dito, porque não diz o que queria dizer.

 Assim, esse cantor-contador infringe sistematicamente o dito, que dá por não dito, refazendo a aventura do dizer num esforço de ab initio, que consegue e não consegue – tão social é o homem, mesmo quando tenta expor-se na sua unicidade.

Não é sem razão que a sacralidade, não apenas verbal, que impregna este canto de rebeldia a um tempo a Zoe, a Eros e a Thánatos, das magias e dos mistérios primevo-vivos, aos helênicos e aos pré, aos bruxedos medievais com toques de feitiçarias de todos os quadrantes, é uma mescla arcaica e viva, com fórmulas verbais divinas de par com solturas de vivências escatológicas e fesceninas cotidianas e prefiguradoras. Mas concentradas em função de um mito ou de uma mística – Maria -, germe e fonte e dona de panteões arcaicos, genetriz da terra, da vida, do amor, da morte – que são um só – e de todas as modalidades de ser desses seres, afinal um.

Dispenso-me assim de falar do possesso possuído – Oscar Araripe -, confinando-me a aludir ao possesso possuidor que nele estava (estará ainda?) – o que se diz “eu”, “meu” – na verdade ele, tu, ela, tu-ela, tu-ele.

Os fortes associacionismos paranomásticos – palavra-puxa-palavra – são aqui espasmos lúdicos ou válvulas de escape em certos momentos de contenção obsessiva, e, se criam aura fônica melódica, não são o fulcro graça ao qual, aleatoriamente, se ergueria um sem-sentido polifônico de contrapontos eruditos e populescos. Há um retorno ao tema – este pecado, o viver vivido nestas coordenadas – que se impõe com mente férrea e busca destruir-se, transfigurando-se, numa redenção

“como um sopro de saudade

em vento tecido

em vento

ardoroso vento de

minha saudade

em vento, impresso vento,

na terra de meus olhos “

 

Antônio Houaiss

Rio de Janeiro, 23 de setembro de 1975

« previous       next »
Articles
 
Home Some Exhibitions Collections Posters The Painter Articles (Portuguese) My Life as a Painter The Foundation For Art Classroons Links Contact
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Recent Paintings
Cuban Flowers
Jar of Flowers
Brazil Never More Brazil
Tiradentes, the Animoso Lieutenent
Caraíva Bahia Reflected
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Exhibitions
Curriculum
Life, Literature and the Like
Literature (Portuguese)
The Painter
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Recent Paintings
Cuban Flowers
Jar of Flowers
Brazil Never More Brazil
Tiradentes, the Animoso Lieutenent
Caraíva Bahia Reflected
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Art School in Brazil and abroad
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Recent Paintings
Cuban Flowers
Jar of Flowers
Brazil Never More Brazil
Tiradentes, the Animoso Lieutenent
Caraíva Bahia Reflected
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Exhibitions
Curriculum
Life, Literature and the Like
Literature (Portuguese)
The Painter
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers
Recent Paintings
Cuban Flowers
Jar of Flowers
Brazil Never More Brazil
Tiradentes, the Animoso Lieutenent
Caraíva Bahia Reflected
The Dance of the Flag Ant Eater
California / San Simeon
Porto Seguro Seascapes
Tiradentes' Horse
Trancoso, Seahouses and Landscapes
Oscar Araripe's Tarot.
Ceará / Seascapes, Araripe, Bárbara e Iracema.
Casitas Cubanas
Porto Seguro / Pen and ink
Caribbean Repetrogliphos
Tiradentes / Pen and ink
An American Springtime
Tiradentes Reviewed
Recent Flowers